Esquerda virtual
BOLSONARISMO

Leonardo DiCaprio desmascara Bolsonaro

GOVERNO FAKE NEWS

03/12/2019 08h06Atualizado há 2 meses
Por: Agassiz Almeida Filho

Por Vanessa Costa de Araújo Nascimento

EM LIVE  TRANSMITIDA no último dia 28 de novembro, o presidente Bolsonaro fez acusações contra o ator Leonardo DiCaprio, afirmando que ele teria incentivado os incêndios na Amazônia, numa patética tentativa de obter dividendos políticos através da polarização com o ator norte-americano.

Bolsonaro: “O pessoal da ONG, o que eles fizeram? O que é mais fácil? Botar fogo no mato. Tira foto, filma, a ONG faz campanha contra o Brasil, entra em contato com o Leonardo DiCaprio, e o Leonardo DiCaprio doa 500 mil dólares para essa ONG. Uma parte foi para o pessoal que estava tocando fogo, tá certo? Leonardo DiCaprio tá colaborando aí com a queimada na Amazônia, assim não dá.”

Entretanto, dois dias após a live do presidente brasileiro, através da sua conta no Instagram, o ator afirmou que não teve envolvimento com o caso. Ressaltou que, embora dignas de apoio, não financiou as organizações apontadas e alertou que o futuro da Amazônia está em jogo. Além disso, deu apoio aos brasileiros que se empenham na luta pela proteção do meio ambiente e da cultura.

Dicaprio: "Neste momento de crise para a Amazônia, eu apoio o povo do Brasil, trabalhando para salvar seu patrimônio natural e cultural. Eles são um incrível, comovente e humilde exemplo do compromisso e paixão necessários para salvar o meio ambiente."

Ainda sobre os ataques infundados de Bolsonaro contra Dicaprio, no último dia 01 de dezembro, o ator Mark Ruffalo, que interpreta o personagem Hulk, da Marvel, posicionou-se no Twitter, acusando claramente o presidente brasileiro de ser cúmplice nos casos de incêndio.

Ruffalo: “Bolsonaro e sua galera criam bode expiatório contra as pessoas que protegem a Amazônia dos incêndios que ele próprio permitiu que acontecesse. Pergunte a si mesmo: o que mudou recentemente no Brasil para que isso aconteça agora? Bolsonaro e suas políticas (não) ambientais.”

De fato, nos últimos meses, Jair Bolsonaro tem tentado se desvincular da responsabilidade em torno dos desastres ambientais, econômicos, culturais e democráticos criados pelo seu próprio governo. Culpar ONGs e ambientalistas pela prática de crimes de caráter ambiental é, inquestionavelmente, demonstração de total despreparo para o exercício do cargo de presidente da República.

Foto: Divulgação

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários